sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A terra dos meninos pelados

A terra dos meninos pelados de Graciliano Ramos,aborda à história de Raimundo, alvo das gozações dos colegas por ter um olho azul, outro preto e ser careca. Conformado, achou o apelido certo, deu para se assinar a carvão, nas paredes: Dr. Raimundo pelos muros.Fechou os olhos e acaba resolvendo ir, certa hora, para a terra de Tatipirun,um fruto de sua imaginação, onde "todos os caminhos são certos" e se aplainam para ele passar.
Em Tatipirun onde discos giravam, soltos no ar, as cigarras não descansavam e havia em toda a parte músicas estranhas, aranhas vermelhas balançavam-se em teias que se estendiam entre os galhos.Embora os meninos são todos carecas, têm um olho preto e outro azul,lá ele observa que mesmo todos “iguais”,havia dois meninos que se queixavam um porque tem sardas e o outro é anão.
La eles resolveram partir em busca da Caralâmpia,uma menina que virou princesa,durante o caminho ,enquanto conversava com o sardento e o anão,Raimundo percebeu que se todos fossem iguais,a vida seria muito chata.Alem da Caralâmpia ,e dos dois meninos "diferentes" Raimundo também conheceu o Fringo,a Sira,a Talima etc.Depois de passar varias situações,na hora de ir embora,Raimundo não guardava mais rancor dos outros meninos,ate disse que iria ensinar o caminho de Tatipirum aos seus colegas"Vou ensinar o caminho aos outros, falarei em tudo isto, na serra de Taquaritu, no rio
das Sete Cabeças, nas laranjeiras, nos troncos, nas rãs[...]"
Uma linda historia,com uma linda lição,que deve ser aceita por todos,se todos somos diferentes um do outro, nem que seja por um pequeno detalhe.Por que ainda existe preconceito?

Nenhum comentário:

Postar um comentário