quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Minha autobiografia

Nasci no dia 5 de janeiro de 200 ás 17h45 na maternidade do Hospital D'Ávila.

Minha mãe chama-se, Maria Ideltrudes de Lima Souza e meu pai, Amilcar Furtado de Albuquerque Corrêa tenho apenas um irmão: Igor Souza Furtado de Albuquerque Corrêa., mais velho do que ela, ele nasceu no dia 28 de outubro de 1996, no hospital Albert Sabin.

Meus avós são ilda Lima é Gentil Ferreira de Souza (maternos) e Marilde Furtado com Iraci Saraiva (paternos) adoro meus avós, porém não tenhp muita proximidade com meu avô paterno Iraci Saraiva que se separou de minha avó e foi morar no Piauí, sua terra natal.

Aos 6meses entrei no Berçário da Escola encontro.

Com 1 ano e 8 meses parei de chupar chupeta, pois minha mãe esqueceu minha chupeta esterilizando, queimando então o bico e as bordas, eu tentei usar minhas chupetas, porém as bordas queimadas deixara-me agoniada o que me fez dormir sem chupeta e desde então nunca mais usá-la.

Aos 2 anos e 9 meses eu demonstrava coragem assistindo filmes à noite a espera de meu pai que costumava chegar tarde do trabalho.

Aos 8 anos fugi da casa de minha avó onde passava as férias para ir a um show com minha prima Letícia (que tinha a mesma idade nessa época), nós duas saímos de casa escondidas porque sabíamos que se pedíssemos as nossa mães não nos deixariam sair. O show estava ótimo até que chegaram alguns homens bêbados e por precaução saímos de perto e fomos passear no centro onde encontramos Claudia (namorada de um primo) e outra amiga numa lanchonete. Claudia as informou da aflição de seus pais e ligaram imediatamente para eles que foram buscá-las e ficaram tranquilos por ver-nos bem.

Até os 10 anos estudei na Escola Encontro onde fiz muitos amigos com quem mantenho o contato.

Isabela gosta de comer rocambole e adora sushi ela tem como sobremesa favorita peti gateu. Tem uma jabuti chamada Cagada 9nome escolhido por seu irmão) e um cavalo que por não ter nome recebu o apelido de Pica-pau por sua cor (vermelho) dado pelos trabalhadores da fazenda de seu avô onde é criado.

Estudo hoje no Colégio de Aplicação da UFPE. Passei todo o ano de 2010 sonhando e me esforçando para passar no teste e finalmente meu sonho se realizou. Lá tenho muitos amigos, alguns que comcerteza vão ficar para a vida toda.


7 comentários:

  1. Essa de fugir de casa foi fogo, hein?!
    Eu parei de chupar chupeta ( não lembro a idade) quando minha vó tinha comprado uma chupeta para mim e disse que não compraria outra. Aí eu deixei cair na lama :'( Desde então parei de usar chupeta. ( Nem lembrei de botar isso na miha autobiografia ...)

    Bjos, Jéssica.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkk que onda coitadinha
    Humm é que eu "estudei" sobre biografia ai eu tinha feito essa na 3° pessoa mas tive que adaptar e tirar um monte de coisa

    ResponderExcluir
  3. Eita No mesmo hospital que eu nasci o_o

    Leonardo

    ResponderExcluir
  4. Bella, tu é ANORMAL. Parace de chupar chupeta por causa disso, OMG!!

    kkkkk, bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca consegui chupar chupetaaa, minha avó comprou umas 20 chupetas e eu rejeitei todas. Isabela, amei sua autobiografia, mas o penultimo parágrafo ficou estranho o.o
    "Isabela gosta de comer rocambole e adora sushi ela tem como sobremesa favorita peti gateu. Tem uma jabuti chamada Cagada 9nome escolhido por seu irmão) e um cavalo que por não ter nome recebu o apelido de Pica-pau por sua cor (vermelho) dado pelos trabalhadores da fazenda de seu avô onde é criado."

    ResponderExcluir