terça-feira, 29 de novembro de 2011

E na cidade de Mirapólvora... ( ou seria Miraflores?)

Ficha Técnica

Título: O menino do dedo verde
Autor: Maurice Druon
Editora: José Olympio
Tradução: D. Marcos Barbosa


    Maurice Druon ( Paris, 23 de abril de 1918 – Paris, 14 de abril de 2009) foi um escritor francês e decano da Academia Francesa de Letras. Tistou les pouces verts ( O menino do dedo verde) foi apenas uma de suas obras.
    Tistu, cujo nome de batismo era João Batista, morava na Casa-que Brilha, onde tudo brilhava, junto com Sr. Papai e  Dona Mamãe, na cidade de Mirapólvora.. Ele foi à escola pela primeira vez aos 8 anos de idade. Já estava certo que ele iria substituir Sr. Papai na sua fábrica de canhões. Porém, o garoto surpreendeu a todos, quando dormiu no primeiro dia de aula, por um motivo desconhecido pelo mesmo, e acabou sendo expulso da escola. Sr. Papai e Dona Mamãe ficaram desesperados, até o Sr Papai teve uma ideia: Tistu iria estudar na melhor escola entre as demais: A escola da vida!
    Sua primeira aula foi na estufa, com o Sr. Bigode, um jardineiro que falava com as flores. O pequenino descobriu que tinha o polegar verde. Significava que onde ele encostasse o seu polegar, cresceriam, em pouco tempo, lindas flores. Eis o primeiro segredo entre ele e Bigode.
    No dia seguinte, sua aula foi acompanhada pelo Sr. Trovões,um senhor rígido e bastante exigente. Visitaram a cadeia, onde Tistu pôde ver os presos uniformizados etc. O pequenino achou que naquele lugar havia muita tristeza. No entanto, nada poderia fazer com o Sr. Trovões ao seu lado. Preferiu deixar para fazer o que planejara (fazer crescer flores pela cadeia) á noite, quando todos estivessem dormindo. Então, chegou a noite... Tistu foi até a cadeia ,e, chegando lá, encostou seu polegar em vários locais, fazendo crescer lindas flores por toda a parte. Os presos se sentiram felizes, e não fugiram.
    Essa foi apenas uma das boas atitudes de Tistu para melhorar a cidade de Mirapólvora, nomeada de Miraflores logo depois que ele fez nascer lindas flores na favela. Mas, fora isso, o pequenino alegrou os hospitais, acabou com a guerra, entre outras coisas.
    Essa, com certeza, foi uma das mais lindas histórias que eu já li. Achei muito interessante. Um menino, através de seu dom, ajudou muitas pessoas de sua cidade. Não pude deixar de ficar emocionada quando no final do livro, Tistu constrói uma escada de flores para fazer uma visita ao céu, dizendo que logo voltaria. Porém, o menino chega à uma altura onde não vê mais a escada. E ele sobe... vendo a imensidão... TISTU ERA UM ANJO! Quero parabenizar o autor, que escreveu essa história linda... Recomendo a todas as pessoas que gostam de histórias que ficam na mente.

Jéssica Souza

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Jéssica, como sempre, arrasando na escrita...
    Parabéns! =D

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Sheyla. Nossa, assim eu fico convencida...kkk, brink's

    Bjos, Jéssica.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Jéssica, olha o email da turma e repassa~/ avisa amanhã na aula para todo mundo o aviso que deixei. Pode ser?

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com a impressão de que quem lê esse livro fica com lágrimas nos olhos e com a cabeça pensativa...Gosto de livros assim, que nos fazem pensar e que mudam um pouco o nosso jeito de ver as coisas! Ótima resenha, Jéssica!

    ResponderExcluir
  7. Legal jessi, espero que não se zangue por eu não ter postado ante, eu nao tenho tempo!!!!!!!!!

    ResponderExcluir